o ateliê

Crescem as cidades e crescem as desigualdades sociais; retroalimentando-se a um ritmo incessante e acelerado, tensionando cada vez mais a relação entre os limites materiais do crescimento urbano e a demanda de seus habitantes ao direito de serem cidadãos.

As nossas cidades são intrinsecamente desiguais. Só uma porção da população mundial exerce plenamente o direito à cidade. A fragmentação urbana –a conformação de espaços segregados conforme classes sociais- é um fenômeno que atinge as grandes metrópoles do mundo todo.

Surbanistas é um ateliê de pensamento e produção sobre urbanismo popular, sobre aquelas maneiras de fazer cidade que acontecem por fora dos escritórios de planejamento urbano e que configuram o nosso habitat. Em cidades desiguais, socialmente injustas, onde a lógica do capital reproduz um modelo de exclusão, Surbanistas promove um desenvolvimento urbano inclusivo, onde todos os cidadãos possam exercer plenamente o direito de imaginar e propor a cidade em que vivem. Interessa-nos socializar as ferramentas do urbanismo para democratizar o acesso das comunidades a pensar, desenhar e administrar o espaço urbano.